Como o sistema nervoso controla o comportamento alimentar

Pesquisador brasileiro em Yale esmiúça papel do sistema nervoso na alimentação

De que forma o sistema nervoso controla o comportamento alimentar de maneira que, tempos depois de ingerir determinado alimento, geralmente calórico, o gosto, cheiro e as sensações despertadas levam a querer consumi-lo novamente?
A questão intrigou o pesquisador brasileiro Ivan de Araujo, professor associado dos departamentos de Psiquiatria e Fisiologia Celular e Molecular da Yale School of Medicine, nos Estados Unidos.
Visando encontrar respostas para essa pergunta, Araujo tem realizado uma série de estudos com o objetivo de identificar circuitos neurais associados à fome, saciedade, palatabilidade e prazer proporcionado pelos alimentos, além de esmiuçar mecanismos pelos quais o sistema nervoso controla o comportamento alimentar.
Realizado com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), na modalidade Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA), o evento teve como objetivo discutir novas formas de desenvolver alimentos processados de modo que possam auxiliar na solução de problemas de saúde ou aumentar a saciedade, a fim de diminuir a ingestão calórica.
Constatamos que existe uma espécie de divisão de trabalho no sistema de recompensa dopaminérgico [neurônios que produzem o neurotransmissor dopamina, associado ao prazer e à recompensa] no cérebro, onde certas células parecem interessadas no valor de palatabilidade de um alimento, enquanto outras respondem mais especificamente ao valor nutricional, ou seja, à quantidade de calorias ou de metabólitos daquele alimento”, disse Araujo.

Deixe uma resposta