Molécula do veneno da cascavel, mais potente que toxina botulínica

Pesquisadores descrevem ação de molécula mais potente que toxina botulínica

Encontrada no veneno das cascavéis da espécie Crotalus durissus, a crotoxina é formada por 2 proteínas: a CA, não tóxica e sem ação enzimática, e a CB, uma fosfolipase responsável pelo efeito neurotóxico.

A crotoxina presentou potencial como anti-inflamatório, analgésico, antitumoral, imunomodulador e como paralisante muscular mais potente que a toxina botulínica.

Artigo publicado na revista Scientific Reports, da Nature como trabalho de pós – doutorado de Carlos Fernandes, do instituto de Biociências da Unesp de Botucatu com apoio da FAPESP.

 

Deixe uma resposta